|| Joana Carvalho Fernandes
Sobre este blogue

Há sempre histórias que não cabem no texto e outras que lhe ficam largas, que não se lhe ajustam, que não encaixam. Há sempre notas escritas na margem da folha. Estas, aquelas e todas as outras cabem aqui, na janela que abri para espreitar Paris mas que deixa espreitar para a margem de todas as estradas que for caminhando. Bem-vindos!

«Sem a ajuda dos outros não se pode escrever uma reportagem. Não se pode escrever uma história. Todas as reportagens – ainda que assinadas apenas por quem as escreveu – são, na verdade, fruto do trabalho de muitas pessoas. O jornalista é o redator final, mas o material é fornecido por muito indivíduos. Todas as boas reportagens são um trabalho coletivo e sem espírito de coletividade, de cooperação recíproca, é impossível escrever. (…) [E] Falando da vida quotidiana, os jornalistas geralmente têm que tomar uma decisão dramática: têm que ceder a uma dilacerante redução que lhes permita comprimir a realidade – que é sempre rica e puridimensional – numa descrição breve e muito simplificada».

Ryszard Kapuściński (1932-2007), jornalista e escritor.

VI Congresso «Redator Social», De Raça e de Classe. O Jornalismo entre Desejo de Elite, Envolvimento e Indiferença, Capodarco di Fermo, Apulia, Itália, novembro de 1999.

Anúncios

Discussão

Ainda sem comentários.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: